Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Pelo Mundo

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em novembro e dezembro de 2023

Denúncia contra Natal da Coca-Cola; regras por criptomoedas na Coreia do Sul; notificação à Amazon; preço dos ovos em Honduras e multa contra FitBit na Austrália.
MÉXICO

ORGANIZAÇÕES DENUNCIAM CARAVANA DE NATAL DA COCA-COLA

Organizações da sociedade civil mexicanas apresentaram uma denúncia à Comissão Nacional de Direitos Humanos (CNDH) e propuseram ações judiciais contra 19 autoridades municipais e a Coca-Cola.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em setembro e outubro de 2023

Golpes na Suíça; multa por atrasos de trens na Índia; segurança online no Reino Unido; e denúncia contra agrotóxico e nova lei financeira na União Europeia.
SUÍÇA

QUASE 80% DOS IDOSOS SOFRERAM TENTATIVA DE GOLPE RECENTEMENTE

Estudo da Pro Senecture – organização suíça de defesa dos idosos –, lançado em outubro, revela que nos últimos anos, quase quatro em cada cinco pessoas com mais de 55 anos (78,3%) sofreram tentativa de golpe online ou presencial.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em julho e agosto de 2023

Amamentação no México; nova lei no Vietnã; direito de consertar nos EUA; golpes financeiros na Austrália; e limitação de preço de alimentos em Bangladesh
MÉXICO

FABRICANTES DE FÓRMULAS INFANTIS CONTRA A AMAMENTAÇÃO

Uma investigação feita pela organização mexicana El Poder del Consumidor descobriu que as empresas de fórmulas lácteas infantis ou fórmulas infantis comerciais, conhecidas como FIC, financiaram, de 2020 a 2023, vários congressos, simpósios, cursos de amamentação e alimentação infantil para associações e escolas de diferentes profis

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em maio e junho de 2023

Guia Alimentar mexicano; congresso da Consumers International; denúncia contra a Amazon; Lei do Clima na Suíça; e multa para seguradoras na Austrália
MÉXICO

GOVERNO LANÇA GUIA ALIMENTAR INSPIRADO NO MODELO BRASILEIRO

Em maio, o Governo do México lançou o Guia Alimentar para a População Mexicana, inspirado no nosso Guia Alimentar para a População Brasileira. O documento reúne diretrizes para uma alimentação adequada e saudável, sem impactos ao meio ambiente.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em março e abril de 2023

Acordo da Johnson & Johnson; atuação da Consumers International; protesto contra a Oxxo; direitos na Índia e monopólio na Austrália.
EUA

JOHNSON & JOHNSON PAGARÁ US$ 8,9 BILHÕES PARA ENCERRAR PROCESSOS

Em abril, a Johnson & Johnson concordou em pagar US$ 8,9 bilhões (cerca de R$ 45 bilhões) a dezenas de milhares de pessoas que processaram a empresa na última década nos Estados Unidos. Os consumidores alegaram que produtos à base de talco, incluindo os destinados a bebês, causavam câncer.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em janeiro e fevereiro de 2023

Pesquisa na Austrália; Dia do Consumidor no Mundo; Disputa na alimentação na Europa e no México; e multa contra supermercado na Romênia
AUSTRÁLIA

MARKETING DIGITAL DE PRODUTOS NOCIVOS À SAÚDE PREOCUPA CIDADÃOS

Pesquisa com 220 pessoas que buscavam reduzir o consumo de álcool, jogos de azar e alimentos não saudáveis na Austrália constatou que 90% estão preocupados com o marketing online desses produtos e 83% acham que esse tipo de marketing dificulta a abstinência.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em novembro e dezembro de 2022

Restituição de aéreas nos EUA; alimentação na Suíça e nos EUA; proteção de consumidores de games na Europa; e consumidores enganados na Austrália.
ESTADOS UNIDOS

CIA AÉREAS DEVEM PAGAR US$ 600 MILHÕES A PASSAGEIROS

O Departamento de Transportes dos Estados Unidos determinou que seis companhias aéreas (Low Cost Frontier, Air India, TAP Portugal, Aeroméxico, El Al e Avianca) paguem cerca de US$ 600 milhões a passageiros por conta de voos cancelados ou alterados, após as autoridades do país receberem, desde o início da pandemia, muitas recla

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em setembro e outubro de 2022

Coca-Cola denunciada no México, criptomoedas em Singapura; ameaças aos consumidores no Sudão; construtoras na Austrália e financiamento de pets nos EUA
MÉXICO

COCA-COLA É DENUNCIADA POR CAMPANHA "O AMOR SE MULTIPLICA"

Em setembro, organizações de defesa do consumidor mexicanas denunciaram a Coca-Cola à Comissão Federal para Proteção contra Riscos Sanitários e à Procuradoria Federal do Consumidor por publicidade enganosa.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em julho e agosto de 2022

Reconhecimento facial, ação contra empréstimos abusivos, preocupação com o bem-estar animal, atenção ao contrato de TV e multa para a Amazon.
AUSTRÁLIA

GRANDES VAREJISTAS DESISTEM DE USAR RECONHECIMENTO FACIAL

Dois dos maiores varejistas da Austrália – Kmart e a Bunnings – interromperam, em julho, o uso da controversa tecnologia de reconhecimento facial em suas lojas após uma investigação da organização de defesa do consumidor Choice e de alguns protestos públicos. A medida foi comemorada como uma vitória dos consumidores.

O que foi assunto na defesa do consumidor pelo mundo em maio e junho de 2022

Defesa das crianças, novas regras e previsão de caos aéreo na Europa; e taxa de serviço e problemas em mediação na Índia
UNIÃO EUROPEIA

TIKTOK CONCORDA EM PROTEGER AS CRIANÇAS DE PUBLICIDADE

Após receber muitas reclamações de grupos de consumidores da União Europeia, a chinesa TikTok anunciou que tomará medidas para proteger as crianças de anúncios persuasivos na plataforma.

Páginas

Subscrever RSS - Pelo Mundo