Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Conheça o transporte de Maricá, maior cidade a oferecer tarifa zero no País

Pesquisador do Idec se reuniu com representantes da prefeitura de Maricá, primeiro município brasileiro com mais de 100 mil habitantes a oferecer ônibus gratuito para a população

Compartilhar

separador

Atualizado: 

08/05/2019
Conheça o transporte de Maricá, maior cidade a oferecer tarifa zero no País

Em abril, o Idec visitou a Prefeitura de Maricá, no Rio de Janeiro, e conversou com membros da Empresa Pública de Transportes, da Secretaria de Desenvolvimento do município, além de representantes do gabinete do prefeito, para entender como funciona o sistema de ônibus da cidade e discutir melhorias.

A visita faz parte de uma pesquisa realizada por Rafael Calabria, especialista em Mobilidade Urbana do Idec, a cidades brasileiras com transporte gratuito municipalizado ou com gestão estatizada.

Maricá, localizada a 60 quilômetros da capital fluminense, foi o primeiro município brasileiro com mais de 100 mil habitantes a oferecer ônibus gratuito. Desde dezembro de 2015, a Prefeitura assumiu a execução do serviço de transporte estatizado e com tarifa zero.

No entanto, esse modelo é operado em apenas uma parte da cidade e, nas demais regiões, o transporte é realizado por uma empresa privada. Segundo a Prefeitura, com o encerramento do atual contrato, o sistema estatizado deve ser implementado definitivamente em toda a cidade, com a vantagem de maior transparência e redução de custos.

Maricá é a maior cidade do País com o sistema de transporte gratuito implantado, com um investimento de R$15 milhões anuais. No momento, a Prefeitura está elaborando o georreferenciamento das 15 linhas do serviço, e prevê uma verba de R$10 milhões para a construção da sede e de uma garagem da empresa, além da compra de novos ônibus.

Para o pesquisador do Idec, o sucesso do projeto é atestado pelo intenso uso verificado dos ônibus da cidade, e pelo crescimento da demanda pela população, como apontado pela Prefeitura, diferente de cidades onde há cobrança de tarifa. “Acredito que esta seja a cidade brasileira que conseguiu implantar o projeto de transporte gratuito de forma mais organizada e transparente. Os gestores da cidade defendem de forma bastante embasada e positiva o serviço”, explica.

Pesquisa sobre transporte municipal com gestão estatal

Segundo a Lei Federal de Mobilidade Urbana e a Constituição Federal, o serviço de transporte pode ser operado de duas formas nas cidades: ou por concessão a uma ou mais empresas privadas, que executarão o serviço organizado pela prefeitura - como ocorre em grande parte dos municípios brasileiros; ou diretamente pela prefeitura com uma empresa pública ou autarquia organizando e executando o serviço.

Embora ocorra em diversas cidades pelo País, os sistemas de transporte municipalizados ou estatizados costumam predominar em cidades menores, como em Agudos (SP) e Araras (SP), que também receberam visita de representante do Idec. Por esse motivo, a sociedade costuma ter menor conhecimento desses modelos.

Como a iniciativa transporte gratuito é bastante rara no país, e seus impactos não foram estudados o suficiente, o Idec está estudando o sistema para buscar elementos para ampliar o debate das formas de gestão de transporte público e política tarifária no País.

“Nas visitas às cidades, identificamos que há uma boa aceitação dos usuários do sistema municipalizado e que já existe um altíssimo uso dos sistemas gratuitos. Isso evidencia que a tarifa é um elemento que limita profundamente o acesso dos usuários ao serviço, principalmente considerando os altos custos que são aplicados nas cidades do país”, analisa Calabria.

 

LEIA TAMBÉM

Idec avalia vantagens do transporte operado pela Prefeitura de Araras

Ônibus gratuito é possível: conheça o transporte municipal de Agudos (SP)

Guia do Usuário de Transporte Público: baixe o e-book grátis!