Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Idec cobra medidas da Febraban após atrasos no pagamento de acordos de planos

Mais de ano após homologação pelo STF, poupadores ainda enfrentam problemas para restituir valores de acordos de planos econômicos

Compartilhar

separador

Atualizado: 

15/04/2019
Idec cobra medidas da Febraban após atrasos no pagamento de acordos de planos

Após pouco mais de ano da homologação pelo STF do Acordo de Planos Econômicos, muitos poupadores ainda têm enfrentado problemas para conseguir a restituição dos valores, o que tem gerado uma enxurrada de reclamações contra os bancos. Os poupadores alegam que a plataforma não funciona adequadamente e os bancos reclamados não adotam iniciativas próprias para o cumprimento do Acordo.

Por conta disso, o Idec encaminhou para a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) uma série dessas reclamações sobre dificuldades na plataforma de adesão a atrasos nos pagamentos dos valores acertados por diversos bancos e cobrou que medidas sejam tomadas.

As aferições foram realizadas pelo Idec desde o início do funcionamento da plataforma, até o mês de fevereiro deste ano e levam em conta os casos concretos de associados do Instituto e dados de milhares de reclamações feitas por poupadores, advogados e entidades.

Dentre as principais reclamações dirigidas aos bancos estão a falta de respostas às demandas encaminhadas para solução dos casos de acordo e a demora não justificada no processamento de dados encaminhados. Além disso, o Idec aponta solicitações e demandas não cumpridas.

Entre os bancos notificados estão Banco do Brasil, Banco Safra, Bradesco e Santander, que não realizaram ainda nenhum pagamento a associados do Idec. Até o momento, o Banco Itaú restituiu valores de 27% dos associados e em breve serão realizados os pagamentos de 40% dos associados que são clientes da Caixa Econômica Federal.

Os associados do Idec que aderiram ao acordo podem conferir mais informações no especial Planos Econômicos e tirar dúvidas na seção Perguntas e Respostas.

 

LEIA TAMBÉM

Planos Econômicos: saiba onde e quando fazer sua habilitação

Imposto de Renda 2019: como declarar indenização de ações judiciais do Idec