Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

De olho nos rótulos

E se o rótulo alertasse você sobre quantidade de açúcar, gordura, sódio dos produtos?

Não seria bom entender logo de cara os rótulos dos alimentos? Saber quando um produto tem excesso de gordura, sódio e açúcar?

A boa notícia é que a partir de outubro deste ano os produtos receberão a nova rotulagem e esta mudança será muito importante para você saber direitinho o que está consumindo.


Rótulo confuso? Veja no que prestar atenção

Você não está sozinho. Uma pesquisa realizada por nós do Idec mostra que cerca de 40% dos entrevistados admite ter alguma dificuldade para compreender as informações do rótulo. Para ajudar a resolver esse problema, listamos seis dicas para os consumidores “decifrarem” os rótulos.

CONHEÇA O RAIO-X DOS RÓTULOS

Analisamos 11 categorias de produtos e deciframos o que cada embalagem diz

SAIBA MAIS

ASSINE O TÁ NA MESA E ALIMENTE-SE COM BOA INFORMAÇÃO

Se você acredita que dá para se alimentar respeitando o meio ambiente, valorizando a nossa cultura e a sociedade e ainda cuidando da sua saúde, essa newsletter é para você! Toda quarta-feira no seu e-mail conteúdos, notícias, dicas e receitas para uma alimentação saudável e sustentável.

Mudança à vista! Entenda como vão ficar os rótulos

Após um longo período de debates com especialistas e de uma consulta pública que teve mais de 23 mil participações, em outubro de 2020, a Anvisa aprovou o novo modelo de rótulos frontais de alimentos: a lupa. Com ela, os alimentos que tiverem quantidades excessivas de açúcar, sódio e gorduras saturadas terão um selo com essa informação na parte da frente da embalagem.

E apesar de a norma já estar aprovada, ela só começa a valer em 09 de outubro de 2022. A mudança, apesar de não atender a todas as necessidades dos consumidores, é um avanço para melhorar a qualidade da informação nutricional. Por isso, precisamos ficar DE OLHO NOS RÓTULOS.

Faltam
009 DIAS
para a indústria iniciar a inclusão da lupa nos rótulos

Pontos positivos da rotulagem frontal

  • Lista clara de alimentos e bebidas in natura ou minimamente processados que define quais itens não terão o selo
  • A lupa ficará na parte da frente do rótulo com os dizeres “alto em”, em preto e branco
  • É proibido fazer alegações sobre os mesmos nutrientes do rótulo nutricional frontal. O que significa que se tem a lupa com alto em gorduras, não pode dizer que tem menos gorduras totais, saturadas, trans ou colesterol
  • Obrigatoriedade de inclusão do selo na metade superior do rótulo
  • Proibição de outros modelos de rotulagem nutricional frontal junto com a lupa para evitar confusão ao consumidor

Pontos negativos da rotulagem frontal

  • Sem estudos publicados que comprovem a eficácia e superioridade do modelo.
  • Independente do número de nutrientes críticos (seja açúcar, sódio, gorduras) presentes no produto, somente um selo é inserido.
  • Proporção do selo é pequena em relação ao rótulo como um todo.
  • Pesquisadores e profissionais de saúde do Canadá já criticaram o modelo, pois os consumidores precisam ler as informações e não conseguem entendê-las somente com o símbolo.
  • Pontos de corte para classificar alimentos alto em sódio, açúcar e gorduras saturadas são altos demais, e portanto muitos alimentos não saudáveis ficarão sem a lupa
  • Longo prazo de adequação para que a norma entre em vigor (24 meses)

Veja como foi a luta por rótulos menos confusos

O Idec defende o seu direito de saber o que come dentro do Grupo de Trabalho coordenado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), desde 2014, mas essa luta começou muito antes.

CONHEÇA TODO O HISTÓRICO

Saiba mais sobre os rótulos

Os rótulos na America Latina

QUER RECEBER CONTEÚDOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL?

Assine nossa newsletter e alimente-se com boa informação. Notícias, dicas e receitas toda semana no seu e-mail.