Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Obesidade infantil: aprovada proposta que incentiva ações de prevenção

Ações de prevenção aprovadas pelo Conselho Nacional do Ministério Público, com apoio do Idec, são importantes para combater a crise de saúde relacionada à obesidade no Brasil

Compartilhar

separador

Atualizado: 

06/12/2018
Obesidade infantil: aprovada proposta que incentiva ações de prevenção

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovou, durante a 16ª Sessão Ordinária de 2018, a proposta de recomendação que dispõe sobre a necessidade de conferir prioridade para ações de prevenção e combate da obesidade infantil e promoção da alimentação saudável e do aleitamento materno.

A proposta foi apresentada pelo conselheiro Walter Agra e relatada pelo também conselheiro Gustavo Rocha. A decisão foi anunciada no início de outubro, na sede do CNMP, em Brasília.

De acordo com a norma, o MP deve desenvolver ações de monitoramento e fiscalização do cumprimento por parte dos estabelecimentos comerciais e por órgãos públicos da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância.  

Além disso, a recomendação estabelece a promoção de ações de monitoramento e fiscalização do cumprimento do Código de Defesa do Consumidor e incentiva ambientes escolares saudáveis, em parceria com gestores públicos, escolas, pais e alunos, desenvolvendo ações que envolvam a proibição de publicidade de alimentos e bebidas não saudáveis nos refeitórios e cantinas escolares.

“Esperamos que a diretriz seja utilizada para reforçar também as restrições de venda e publicidade de produtos ultraprocessados em escolas nos estados e municípios”, afirma a nutricionista e líder do Programa de Alimentação do Idec, Ana Paula Bortoletto.

Para Bortoletto, a recomendação do MP é estratégica para fortalecer o cumprimento das legislações que protegem o ambiente alimentar, mas que ainda não são cumpridas, como a proibição da publicidade enganosa e abusiva prevista pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor) e a restrição da promoção de substitutos do leite materno.

Conscientização sobre a obesidade

Nos dias 27 e 28 de novembro, o Idec realizou o encontro Capacitação em publicidade de alimentos e direitos do consumidor, em parceria com o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de Minas Gerais (Procon-MG), o Ministério Público do Estado de Minas Gerais e o programa Criança e Consumo.

O curso tem o intuito de chamar a atenção para a publicidade abusiva de alimentos não saudáveis e apresentou evidências científicas sobre alimentação adequada, além de trazer uma abordagem transdisciplinar entre os conhecimentos de saúde, alimentação e as questões jurídicas.

O encontro abordou também casos que já foram levados aos procons, ao Ministério da Justiça e que têm sido discutidos na Justiça. Para o advogado do Idec, Igor Britto, as decisões do Judiciário são importantes para impor limites ao setor produtivo de alimentos industrializados no que diz respeito à proteção da saúde e ao combate à obesidade infantil.

 

LEIA TAMBÉM

Idec participa do maior congresso de nutrição da América Latina

Especialistas internacionais pedem adoção de rotulagem de advertência

Em vídeos, consumidores falam sobre dificuldade em entender rótulos