Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Dia Mundial Sem Carro: aderir à data faz bem pra você e pra sua cidade

Comemorado neste domingo (22), evento mundial incentiva população a deixar seus carros em casa por um dia e colaborar com a redução da poluição nas cidades

separador

Atualizado: 

10/10/2019
Dia Mundial Sem Carro: aderir à data faz bem pra você e pra sua cidade
Dia Mundial Sem Carro: aderir à data faz bem pra você e pra sua cidade

Foto: iStock

O Dia Mundial Sem Carro, celebrado em 22 de setembro, é uma oportunidade para que as pessoas reflitam sobre o uso de automóveis e motocicletas e se conscientizem sobre os efeitos do uso excessivo destes na qualidade de vida das pessoas, nas cidades e nas mudanças climáticas. 

Nesta data, pessoas de cidades do mundo todo são incentivadas a deixar seus carros nas garagens e procurar formas alternativas para ir trabalhar, estudar ou mesmo passear, como forma de induzir mudanças de comportamento que contribuam com a melhora dos ambientes urbanos.

No Brasil, a cidade de São Paulo realiza atividades com esse propósito desde de 2006 e, ao longo dos últimos anos, cada vez mais outras cidades do País, como Vitória (ES), Foz do Iguaçu (PR), Sorocaba (SP), Rio de Janeiro (RJ), Recife (PE), entre outras, também passaram a fazer atividades para conscientizar e engajar a sociedade. 

Aliás, quanto maior for a adesão nas cidades, maiores são os benefícios para a mobilidade urbana, para o meio ambiente e para a saúde e bem-estar das pessoas.

Por nós e pelo planeta 

Fumaça, buzina e muito trânsito têm se tornado cada vez mais comuns até mesmo nas pequenas cidades brasileiras. Por isso, ao optar por andar mais a pé, bicicleta e transporte coletivo, você ajuda a reduzir o número de veículos de transporte individual, como motos e carros, circulando nas ruas emitindo poluição e consequentemente o estresse ocasionado por horas no congestionamento e o aumento do sedentarismo.

Para se ter uma ideia, o dióxido de carbono que normalmente é liberado pela queima de combustíveis fósseis é o responsável por grande parte da poluição do planeta. Logo, ao optar por deixar o carro ou a moto em casa, você diminui consideravelmente a emissão de poluentes em sua cidade.

Se usarmos só a cidade de São Paulo como referência, já dá para ter uma boa ideia: de acordo com dados da Cetesb, a capital paulista possui uma frota de mais de 9 milhões de automóveis de passeio, a maior do País. Se todos aderissem ao Dia Mundial Sem Carro, mais de 500 toneladas de monóxido de carbono deixariam de ser emitidas.

Menos carro na rua, mais pessoas saudáveis 

Mais que reduzir o trânsito, a redução da frota de veículos, proposta pela campanha, traz inúmeros benefícios para a saúde da população. Menos carros nas ruas acarretaria diretamente melhoria da qualidade de vida. 

A diminuição da poluição do ar é uma das principais vantagens apontadas por diversos pesquisadores. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a poluição do ar mata indiretamente 2 milhões de pessoas todos os anos. 

O número é alarmante, mas pode ser reduzido justamente porque os maiores poluidores são os automóveis. Dentro da lista de fatores prejudiciais do uso veículo também estão a poluição sonora, o estresse ocasionado por horas no congestionamento, o aumento do sedentarismo e diminuição da socialização.

Cidade para pessoas em vez de carros

Cidades para pessoas são aquelas mais agradáveis para viver e boas para caminhar. Por isso, o Dia Mundial Sem Carro também é uma oportunidade para experimentar vivenciar a sua cidade de outra forma. Afinal, andar a pé é a forma mais eficiente de se locomover, por ser mais saudável e econômica, não poluente e permitir conhecer e interagir muito mais com a cidade;

Com menos carros, as ruas tornam-se mais seguras para que sejam adotadas políticas que priorizem o caminhar ou a bicicleta como meio de transporte. Além disso, calçadões pensados para pedestres  diluem os limites entre áreas de trânsito e áreas para pedestres e com o 'espaço compartilhado', os motoristas diminuírem a velocidade, e isso diminui os riscos no trânsito.

O transporte público, por sua vez, precisa ser de qualidade e as áreas verdes, além de contribuir com o resfriamento das temperaturas, são fundamentais para reduzir a poluição e o índice de enchentes. 

Quero participar, e agora?

Aproveite o Dia Mundial Sem Carro, seja experimentando outras formas de se deslocar pela cidade ou, caso o carro não faça parte da sua rotina, desfrutando de uma cidade menos poluída e ativa e/ou coletiva.

Transporte público, bicicleta e mesmo a caminhada são alternativas saudáveis e cidadãs, que contribuem com o meio ambiente, com a sua saúde e até com a locomoção daqueles que realmente necessitam utilizar o carro, sobretudo em situações especiais de mobilidade (melhor idade, gestantes, entregas, urgências , etc). Até a carona solidária, combinada com um colega de escritório que more perto da sua casa, já ajuda bastante. 

Para quem tem filhos, não deixe de levá-los com você. Afinal eles já podem aprender desde cedo a fazer escolhas de mobilidade mais conscientes e sustentáveis!

Se você quer participar, mas possui deficiência ou mobilidade reduzida, cobre atividades inclusivas das quais você possa participar.

Para saber se a sua cidade participará do evento e quais as outras atividades que serão desenvolvidas, acesse o site da prefeitura de seu município. Se a sua cidade não promover nenhuma atividade perto da sua casa, entre em contato por meio dos canais de participação e cobre ações e atividades descentralizadas, isto é em outros bairros ou distritos.  A cidade, o planeta e nossa sociedade agradecem!

Campanhas do Idec sobre transporte público 

Nos últimos anos o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) elaborou pesquisas e campanhas para estimular a adoção do transporte público coletivo como principal meio de transporte, em contraposição à adoção de veículos motorizados individuais, carros e motos.

Grande parte dos dados de avaliação sobre transporte público nas cidades brasileiras foram gerados a partir do aplicativo MoveCidade, em que os usuários avaliam a qualidade de diversos quesitos dos ônibus, trens, metrôs e estações de bicicleta compartilhada, como limpeza; informações no interior dos veículos, pontos e plataformas e outras. O app foi criado pelo Idec, em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (iCS) e o Laboratório de Exeprimentação Digital (LED) e está disponível para download gratuito para celulares Android e iOS.

Além disso, em 2018, foi lançado o Guia do Usuário do Transporte Público, que tem o objetivo de informar o cidadão sobre seus direitos como usuário e consumidor do serviço de transporte público, além de orientar sobre onde e como reivindicar esses direitos. Você pode baixá-lo gratuitamente aqui.

Talvez também te interesse: