Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Idec lança ferramenta que compara gasto de energia de eletrodomésticos

Plataforma Clima & Consumo traz três calculadoras com layout amigável e intuitivo; em uma delas é possível calcular o gasto com energia elétrica com diferentes modelos de ar-condicionado, refrigeradores, máquinas de lavar roupa, televisores e ventiladores

Compartilhar

separador

Atualizado: 

30/11/2020
Foto: iStock
Foto: iStock

O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) desenvolveu a plataforma on-line Clima & Consumo para consumidores poderem medir o impacto do seu estilo de vida sobre as mudanças climáticas, comparar a eficiência energética e o custo-benefício de eletrodomésticos e avaliar se, para o seu padrão de consumo, vale a pena aderir à Tarifa Branca de energia elétrica. Para tanto, a plataforma traz três calculadoras, em um layout amigável e intuitivo. Veja aqui!

“O consumo de energia está diretamente relacionado às emissões de gases de efeito estufa e tem impacto na economia doméstica. Queremos sensibilizar a sociedade sobre isso, não apenas por meio de informações, mas oferecendo um serviço prático que auxilie em mudanças de comportamento”, explica Clauber Leite, coordenador do Programa de Energia e Sustentabilidade do Idec.

Por meio da Calculadora de Equipamentos Econômicos, o usuário avalia a relação custo-benefício de um eletrodoméstico considerando sua eficiência energética. Basta encontrar o modelo do aparelho que lhe interessa ou adicionar os dados do seu para identificar, entre até três equipamentos, qual é o mais vantajoso. A plataforma permite calcular quanto o consumidor vai gastar com energia elétrica com aquele equipamento em 1 e 10 anos. No caso do ar-condicionado, por exemplo, os mais eficientes consomem até 60% menos de energia do que similares menos eficientes. A plataforma também avalia refrigeradores, máquinas de lavar roupa, televisores e ventiladores. Periodicamente o site publicará um ranking dos aparelhos mais eficientes do mercado. 

Calculadora da Tarifa Branca - Para identificar se vale a pena aderir a essa modalidade tarifária, o consumidor deve inserir dados relativos a seus hábitos, incluindo a disponibilidade para alterar o horário de determinadas atividades que dependem da energia. Disponível a todos os consumidores desde janeiro de 2020, a Tarifa Branca tem valores diferenciados conforme o dia e o horário de consumo. Na tarifa convencional, o valor é sempre o mesmo. 

Já pela Calculadora de Emissão de Gases do Efeito Estufa, o usuário pode medir e entender a sua pegada de carbono. Para isso é necessário preencher os dados sobre  estilo de vida e consumo, incluindo viagens aéreas, uso de automóvel e gastos de energia. A partir do resultado, o site indica alternativas para redução das emissões e ajuda o consumidor a estabelecer algumas metas, indicando quanto significam em termos de diminuição da pegada de carbono. As orientações incluem reduzir viagens realizadas por transporte individual, utilizar equipamentos domésticos mais eficientes e reduzir o consumo de carne. 

 

Talvez também te interesse: