Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Exigimos investigação transparente sobre a execução de Marielle Franco

A vereadora e ativista foi morta um mês após ser nomeada como relatora da comissão que vai acompanhar a intervenção militar no Rio de Janeiro

Compartilhar

separador

Atualizado: 

19/03/2018

O Idec manifesta profundo pesar pela morte da vereadora e ativista Marielle Franco em 14 de março no Rio de Janeiro (RJ). Sua morte, menos de um mês após ser nomeada como relatora da comissão que vai acompanhar a intervenção militar na cidade, deixa toda sociedade civil organizada em estado de indignação. 

Marielle trabalhou incansavelmente pela defesa dos direitos humanos e pela renovação política no país. Era uma mulher negra, jovem, da favela da Maré, mãe, pesquisadora, lésbica. Por tudo isso e muito mais, nos deixa um legado extraordinário de inspiração para o exercício da cidadania e luta por um Brasil mais justo e democrático. 

Suas ações pela busca da verdade, ética e dignidade de toda a diversidade de pessoas não serão esquecidas. O Idec se solidariza com sua família e amigos nesse momento difícil - que estejam bem amparados.