Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Comissão do Senado rejeita PL que acaba com rotulagem de transgênicos

Relatório aprovado pela CCT considera que a retirada da informação da embalagem dos alimentos fere o direito à informação

Compartilhar

separador

Atualizado: 

15/10/2015
Na última terça-feira, 13/10, a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado aprovou, por unanimidade, o relatório com parecer contrário ao Projeto de Lei da Câmara (PLC) 34/2015, que altera as regras para rotulagem de transgênicos.
 
De autoria do senador Randolfe Rodrigues, o relatório aponta que o fim da rotulagem de transgênicos viola o direito do consumidor à informação e que, se aprovado, o PL permitirá que a sociedade brasileira seja ludibriada sobre o que consome.
 
Em seu parecer, Rodrigues ainda citou o argumento apresentado pelo Idec durante a audiência pública sobre o PL, realizada em agosto. Na ocasião, o Instituto manifestou preocupação de que a exigência da análise laboratorial possa impedir a rotulagem de alimentos ultraprocessados que utilizam matéria-prima transgênica, como óleos e margarinas.
 
“A aprovação do relatório contra o PL representa um passo importante para que esse projeto seja rejeitado no Senado, porque ele pode influenciar a decisão e o posicionamento dos outros senadores. O Idec continuará acompanhando o andamento do projeto nas outras comissões”, afirma Ana Paula Bortoletto, nutricionista do Idec. 
 
O PL ainda deve passar por, pelo menos, outras duas Comissões do Senado - a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle (CMA) - antes de ir a votação em Plenário.