Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Confira as dicas do Idec e economize nas compras para a ceia de Natal

Organização e atenção no supermercado são essenciais para não extrapolar os gastos no final do ano Atualizado em 19/12/2016

separador

Atualizado: 

22/12/2016
Para quem gosta de uma mesa farta e bonita, a ceia de Natal é um prato cheio. Mas não é porque a ocasião é especial que ela tem de significar gastos excessivos. Dá para economizar, sim! 
 
Antes de ir ao supermercado, anote as dicas do Idec. 
 
1. Faça lista
Primeiramente, leve em conta o número de participantes da ceia, para evitar desperdício de comida. Fazer uma lista do que é realmente necessário é o primeiro passo para que a conta não saia de controle. Além disso, com ela, fica mais fácil fazer uma pesquisa de preços e se evita cair na tentação de comprar produtos de que não necessita.
 
2. Pesquise preços
O passo seguinte é fazer uma pesquisa de preços no maior número possível de supermercados, pois as pequenas diferenças que individualmente podem não significar tanto, podem alterar bastante o valor total da compra.
 
Considere também o custo-benefício do deslocamento até o local que apresenta os menores preços. Se o supermercado mais barato for muito distante ou fora de mão, pode não valer a pena.
 
3. Vá com calma
Não ter pressa na hora das compras é essencial para não extrapolar o orçamento. Leve uma calculadora e vá conferindo os preços de tudo o que colocar no carrinho (certifique-se de que o valor corresponde ao anunciado em folhetos de oferta, por exemplo). 
 
Antecipar as compras também ajuda a administrar melhor os gastos, pois, quanto mais próximo ao Natal, maior a demanda pelos produtos típicos e, consequentemente, as chances de o preço subir.
 
4. Substitua itens caros
Outra boa alternativa é avaliar se um produto típico do Natal não pode ser substituído por outro menos consumido no período - e mais barato! Castanhas, nozes e avelãs, por exemplo, são caras no Brasil. Elas podem ser substituídas por frutas encontradas com mais facilidade e por um menor preço, como pêssegos e ameixas. Caso faça questão das frutas secas ou castanhas, prefira comprar a granel, pois sai mais barato.
 
No caso dos alimentos industrializados, também vale dar uma chance para marcas mais baratas, sem abrir mão da qualidade.
 
5. Diga sim ao panetone de padaria
Outra dica é, em vez de comprar os panetones ultraprocessados, optar pelos feitos nas padarias. Esses produtos, no entanto, têm prazo de validade bem curto - alguns devem ser consumidos no mesmo dia em que forem comprados, pois não têm conservantes. Além de serem, em geral, muito mais baratos, eles contêm menos aditivos. Sua saúde agradece.