Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Mapa de Feiras Orgânicas: nova versão traz receitas e mais conteúdo

Plataforma continua colaborativa e tem o objetivo de facilitar o acesso a alimentos orgânicos e agroecológicos no Brasil

Compartilhar

separador

Atualizado: 

26/09/2017

Nesta terça-feira (12), o Idec lança uma nova versão do Mapa de Feiras Orgânicas, plataforma criada em 2012 para aproximar consumidores e produtores de alimentos agroecológicos. 

O lançamento  ocorre durante o X Congresso Brasileiro de Agroecologia, realizado em Brasília (DF). Agora o usuário pode realizar a sua busca por região, estado e município, e utilizar a opção de localização para ver onde estão as feiras perto de sua referência. Entre os resultados, o usuário pode encontrar três tipos de comércio de orgânicos: Feiras Orgânicas ou Agroecológicas, Grupos de Consumo Responsável e Comércios Parceiros de Orgânicos. 

“Quando o Mapa foi criado, havia cerca de 100 feiras cadastradas no Brasil. Cinco anos depois, já são cerca de 500 feiras disponíveis, o que demonstra o crescente interesse da população por produtos orgânicos e a importância de aprimorar a ferramenta”, avalia Mariana Garcia, nutricionista e pesquisadora do Idec.

O conteúdo oferecido na plataforma também foi ampliado: os usuários agora têm acesso a receitas que podem ser feitas com os alimentos orgânicos e a uma biblioteca, que reúne diversos conteúdos sobre agroecologia, produção orgânica e alimentação saudável.

A nutricionista do Idec destaca que o Mapa de Feiras é uma forma de criar relações mais próximas e saudáveis entre os consumidores e agricultores, estimular a economia local e não prejudicar o meio ambiente, e lembra seu caráter colaborativo. “Para que as informações se mantenham atualizadas e corretas, é importante que os usuários participem e enviem informações sobre novas feiras, sobre mudança de local ou horário etc.”, conclui Garcia.  
 
Orgânicos podem ser mais acessíveis

Um levantamento realizado em 2016 em diversos comércios do Brasil, constatou que uma cesta de produtos orgânicos é, em média, 50% mais barata nas feiras do que nos supermercados.

Em outra pesquisa mais antiga, realizada pelo Idec em 2012, a diferença verificada foi ainda maior: um mesmo produto custava até 430% mais caro no supermercado do que nas feiras especializadas. 

Além disso, em uma enquete realizada na época, 74% dos internautas disseram que prefeririam orgânicos se eles tivessem preços mais baixos e se os canais de comercialização fossem mais próximos de suas residências.

“O Mapa de Feiras Orgânicas surgiu dessa necessidade e é por isso que ele continua sendo importante: para mostrar que o consumo de orgânicos pode ser, sim, barato e de fácil acesso”, conclui a nutricionista do Idec.