Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Entidades pedem apoio do governo brasileiro à convenção global sobre alimentação saudável

Carta enviada a representante do governo federal na OMS defende a adoção de medidas mais ousadas em favor da saúde pública mundial

Compartilhar

separador

Atualizado: 

22/01/2016
Ao lado de outras organizações, na última terça-feira, 19/01, o Idec enviou uma carta ao representante brasileiro no Conselho Executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa da Silva Júnior, pedindo o apoio à criação de uma convenção global para proteger e promover a alimentação adequada e saudável no mundo.
 
O pedido foi feito às vésperas da primeira reunião do conselho, que acontece de 23 a 31 de janeiro, em Genebra (Suíça). “Diante da alarmante situação que o Brasil e a maioria dos países do mundo se encontram com o aumento das doenças crônicas relacionadas à alimentação inadequada, o Idec e as demais organizações que assinam a carta defendem a adoção de medidas mais ousadas em favor da saúde pública”, afirma a nutricionista do Idec Ana Paula Bortoletto.
 
Segundo Bortoletto, estima-se que a obesidade por si só custe para a economia global 2 trilhões de dólares por ano. Apesar de ser um crescente foco de atenção internacional, nenhum país tem conseguido proteger com sucesso a população contra essas doenças. 
 
A ação faz parte da campanha global da Consumers International em defesa de um mecanismo jurídico global que garanta o cumprimento das recomendações e planos de ação voluntários a fim de resolver a crise global de saúde.