Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Coleção Escolas Saudáveis

Baixe aqui o livroEm função de sua ampla abrangência, escolas podem fazer mais do que outras instituições para a formação de atitudes mais saudáveis, principalmente entre crianças e adolescentes. Mas não só: seus reflexos também se notam nos educadores, na família e em toda a comunidade escolar.

Por isso, cresce no mundo todo o debate em torno de medidas legais que transformem as escolas e os serviços de alimentação escolar em fornecedores de alimentos e refeições saudáveis e que estimulem a adoção de hábitos igualmente saudáveis também fora da escola.

Entre essas ações estão a regulamentação da cantina escolar, a capacitação dos cantineiros, a proibição da publicidade de alimentos nas escolas, e a promoção efetiva da Educação Alimentar e Nutricional (EAN). Essas medidas, em conjunto, garantem que os alunos recebam dentro na escola os estímulos e as informações necessárias a respeito da importância das escolhas saudáveis na hora de alimentar-se. 

Guia Alimentação Saudável nas Escolas

O Idec publica o Guia Alimentação Saudável nas Escolas para disseminar e promover a saúde e o bem-estar em todos os cantos do Brasil! 

Faça o download gratuito e cobre da Prefeitura e dos vereadores do seu município ações efetivas que vão garantir um futuro mais saudável para as crianças e jovens. 


 

 

"Alimentos Orgânicos nas Escolas - Guia para Gestores" EM BREVE

Está previsto na Lei Federal 11.947/2009 que pelo menos 30% dos recursos financeiros repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) deverão ser utilizados na aquisição de alimentos da agricultura familiar e suas organizações para as escolas públicas.

Mas, reconhecendo que esta é uma tarefa complexa, Alimentos Orgânicos nas Escolas - Guia para Gestores identifica e relata experiências exitosas em diferentes partes do Brasil, para que elas possam servir como referência para gestores e cidadãos de todo o país. 

Pequenos, médios e grandes municípios e estados mostram que é possível priorizar a aquisição de produtos orgânicos e de base agroecológica, desde que haja vontade política dos gestores públicos e interesse da sociedade!