Bloco Associe-se

Associe-se ao Idec

Nova Lei de Planos de Saúde tem votação adiada pela terceira vez

Idec pede que consumidores continuem pressionando os deputados a rejeitar a proposta. Nova votação deve ocorrer em fevereiro

Compartilhar

separador

Atualizado: 

17/01/2018

Pela terceira vez, devido a pressão do Idec e de outras organizações, a votação da nova Lei de Planos de Saúde foi adiada. Prevista para ocorrer na quarta-feira (13), a análise não constava na pauta do dia da comissão especial que examina o tema. A próxima tentativa de votação deve ocorrer em fevereiro de 2018.

Na segunda-feira, o deputado Rogério Marinho liberou um novo relatório com pequenas alterações em relação ao parecer anterior. De acordo com Ana Carolina Navarrete, advogada e pesquisadora em Saúde do Idec, as mudanças não foram significativas para o consumidor.

“O projeto continua prevendo multas mais brandas para as operadoras e possibilitando a redução de coberturas, por exemplo. O substitutivo foi feito para agradar os planos de saúde”, afirma Navarrete.

A pesquisadora completa dizendo que o adiamento dá fôlego para as organizações médicas e de defesa do consumidor pressionarem os deputados a rejeitar a proposta. “É por isso que temos que continuar nos mobilizando. Isso fez toda a diferença”, finaliza a advogada.

Continue pressionando

Desde o final de outubro, o Idec mantém uma campanha para pedir que os parlamentares rejeitem a proposta de reforma da Lei Planos de Saúde.

Para participar, acesse a campanha Não mexam na minha saúde e envie uma mensagem aos deputados da comissão contra a nova lei.